Estimulação Magnética Transcraniana

Boas notícias, pessoal! Acho que ainda nessa vida a gente se livra dos remédios! Vejam estas informações sobre a…

ESTIMULAÇÃO MAGNÉTICA TRANSCRANIANA

(Fonte: http://www.stancka.com.br/terapias-e-tratamentos/)

A estimulação magnética transcraniana repetitiva (EMTr) é um tratamento capaz de gerar mudanças controladas nos neurônios de regiões específicas do cérebro, ativando-os ou inibindo-os, de acordo com o objetivo terapêutico. É uma técnica inovadora para o tratamento da depressão e outras doenças psiquiátricas.

O objetivo da EMTr é estimular ou inibir áreas específicas do cérebro, relacionadas à depressão, esquizofrenia e outras doenças. A estimulação é feita por meio de pulsos magnéticos, semelhantes aos utilizados nos aparelhos de ressonância magnética, que induzem correntes eletromagnéticas diretamente para o cérebro.

O tratamento consiste em uma série de sessões em que o paciente recebe os estímulos. O número de sessões é determinado pelo médico que avalia cada caso e prescreve as sessôes segundo protocolos aprovados pelo Conselho Federal de Medicina, e o equipamento usado é certificado pela Anvisa.

A técnica não é invasiva e quase não apresenta efeitos colaterais, o paciente pode voltar para casa dirigindo após as sessões, sem ter nenhum comprometimento de suas habilidades motoras ou cognitivas .

 

 

 

Veja a seguir uma ENTREVISTA com uma paciente que passou pela estimulação magnética transcraniana (Fonte:https://sobredepressao.wordpress.com/)

Meu nome e Sueli Vieira, sou empresária, tenho 58 anos, dois filhos. Quando estava no oitavo mês de gravidez do meu primeiro filho, tive a primeira crise de pânico. Isso aconteceu em 1984, não imaginava o que estava acontecendo comigo, umas sensações estranhas, sentia umas coisas muito ruins, não consegui explicar, e nenhum médico dava um diagnóstico, era muito pouco conhecida a síndrome na época. Sofri muito nos primeiros oito meses, na verdade, nem eu nem ninguém conseguíamos entender o que eu sentia. Ao longo do tempo fiz vários tratamentos. Em 2014 conheci o IPAN, comecei um tratamento que se chama terapia magnética transcraniana, desde então não tive mais nenhuma crise. Procurei por esse tratamento porque meu filho mora na Austrália e eu estava há 5 anos sem vê-lo, porque não me imaginava dentro de um avião tendo uma crise de pânico, tinha muito medo.

Perguntas:

1) Por quanto tempo você lutou contra a síndrome do pânico?

De 1984 a 2014.

 

2) Você tinha o apoio da sua família na luta contra a síndrome do pânico (SP)? Qual a importância do apoio dos familiares e amigos pra superar a SP?

Tive total apoio, é  importante demais o apoio de familiares e amigos.

 

3) Quais tipos de tratamento você tentou antes de encontrar a EMT?

Medicamentoso, espiritual, vários tratamentos alternativos; homeopatia, florais, acupuntura, etc.

 

4) Como você ficou sabendo da EMT?

Através de pesquisa na internet.

 

5) Você pode nos explicar brevemente como é o procedimento da EMT?

É um aparelho que emite ondas magnéticas no seu cérebro.

 

6) Quantas sessões foram necessárias até que você começasse a se sentir melhor?

Em duas sessões já comecei a sentir me melhor.

 

7) Você ainda utiliza a EMT ou você entrou em remissão completa após algumas sessões?

Com 10 sessões fiquei bem.

 

8) Como foi a sensação de alívio ao notar que estava livre da síndrome do pânico?

É inacreditável, parecia impossível viver sem uma crise.

 

9) Como é a sua vida antes e depois do tratamento?

Antes eu não conseguia enxergar a natureza, parecia que o céu estava sempre cinza, agora consigo ver a beleza das árvores que antes eu nem notava que existiam

 

10) Qual mensagem você gostaria de apresentar às pessoas que estão sem esperança de melhorar de suas doenças psiquiátricas?

Continuem lutando, procurem ajuda, se eu consegui qualquer um consegue, não tenham vergonha, essa e uma doença como qualquer outra.

 

Agradeço a generosidade do Martin Draghi por permitir-me transcrever esta entrevista. Obrigada, Martin! Blog do Martin: https://sobredepressao.wordpress.com/

 

 

E, aqui, REPORTAGENS elucidativas sobre o tema:

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.