“As Crônicas de Charlotte – The Destiny”

Jenny Parker é portadora de TDAH e transtorno bipolar. É dela este belo texto. Enjoy it!

 

PREFÁCIO

Até uma montanha-russa é mais previsível que Charlotte – não é à toa que suas cartas são como testes emocionais para lidar com cada momento.

No dia-a-dia passamos por desafios e precisamos avançar para o nosso amadurecimento, e entre esses obstáculos há momentos de conquistas pessoais.

Nossos medos e nosso passado devem ser enfrentados todos os dias, pois não pode haver espaço para as energias negativas. Devemos nos permitir ser felizes!

A mente diz não para ela! Mas Charlotte é inquebrável, seu coração está quebrado, mas ela sabe o que fazer para se levantar e lutar pelos seus sonhos

 

PRIMEIRA PARTE – RAZÃO OU EMOÇÃO?

De que lado estamos nesta batalha?

Quando os sentimentos são bons e nos fazem sentir tão felizes, mas parece que às vezes a sua felicidade é a infelicidade de outros. Como se eles estivessem planejando seu futuro. De verdade, quem realmente sabe o que é melhor para você?

Parece que acabei de ganhar a liberdade e não sei como usá-la, porque não existe um manual, então quando estou perdida acabo deixando todos me controlarem.

Do que posso reclamar? Se nada faço para mudar, apenas reclamar para mim mesma.

Minha raiva e meu amor não são uma boa arma, preciso de paciência e sabedoria, preciso tomar as rédeas antes que seja tarde. Tenho receio de dar errado, mas faço todos os dias valerem a pena porque vivo tão intensamente que às vezes falta fôlego para suportar as surpresas.

Se ainda me sobrar um pedido para fazer aos gênios, peço que nunca quebrem meu coração, pois é tão frágil como o vidro.

3 thoughts on ““As Crônicas de Charlotte – The Destiny””

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.