“O que é a Depressão?”

 PSICÓLOGA NÉLLY SILVA AMARAL

Site Psicologia & Bem Estar

www.psicologopsicoterapia.com.br/

 

“A palavra Depressão refere-se tanto a síndrome clínica da depressão quanto ao estado afetivo (tristeza, melancolia) relacionado a depressão. A síndrome clínica da depressão caracteriza-se por sensação de impotência, incapacidade de buscar satisfação no meio ambiente e busca de isolamento em relação a esse meio, a qual pode se dar por uma redução ou ampliação de movimentos. É um dos distúrbios mentais mais freqüentes nos dias de hoje. Estima-se que de 4 a 24 % da população mundial possui Depressão , sendo que as mulheres apresentam os sintomas da depressão duas vezes mais do que os homens.

A depressão pode atingir qualquer individuo, não estabelecendo uma relação de classe social, nível cultural ou profissional. Qualquer pessoa das diferentes classes sociais, com qualquer nível cultural ou profissional pode viver este quadro de depressão .

O indivíduo pode vivenciar a Depressão em qualquer idade, porém a faixa de alta probabilidade de ocorrência da depressão se encontra nas mulheres entre os 35 e 45 anos (voltando a aumentar aos 55 anos). Para os homens a probabilidade de ocorrencia de depressao aumenta com a idade. A depressão pode ocorrer ainda no periodo pós puerperio na mulher ( depressão pós parto ) e até mesmo em crianças ( depressão infantil ).

 

 PRINCIPAIS SINTOMAS DA DEPRESSÃO

Alteração psicomotora

 

 

  Sensação de fracasso

Alteração de apetite Olhos opacos
Alteração no sono Voz baixa e monótona
Auto-reprovação e Culpa Rigidez
Incapacidade de reação, sensação de imobilidade Pensamentos ligados a morte e/ou suicidas
Falta de prazer real Ruga em Y entre as sobrancelhas
Perda de interesse nas diferentes atividades, incluindo sexualidade Dificuldade em expressar e entrar em contato com seus sentimentos
Sensação de vazio não preenchível Rosto inexpressivo
Desespero e Desolação Pele ressecada
Perda da fé na vida Respiração superficial
Perda de energia, fadiga, Desânimo Baixa temperatura

A vivência de sintomas depressivos após uma situação de perda em muitos casos faz parte da elaboração do luto e como tal é esperada e, na medida do possível, deve ser respeitada. Entretanto quando esse estado de depressão se prolonga mais do que o esperado ( cerca de 6 meses ),  ja é hora de procurar auxilio de um psicólogo.

 De onde vem a Depressão ?

A depressão é uma doença relativamente comum na sociedade atual, sendo portanto bastante estudada no meio cientifico e academico, tanto quanto a suas causas como seus sintomas e tratamentos. Existem várias pesquisas que buscam encontrar algum determinante em termos de herança genética para que uma pessoa manifeste a Depressão . O que se vem percebendo através de pesquisas realizadas é que mesmo que exista uma predisposição genética para ocorrencia da depressão , isto por si só não determina a ocorrência de uma crise depressiva.

A história do indivíduo está ligada a forma como ele se constitui e desenvolve sua maneira de ser. A pessoa que apresenta um quadro de depressão, por diferentes motivos, ao longo de sua vida aprende a não perceber seus próprios limites. Deixa de lado sua capacidade de identificar suas necessidades e sentimentos, e se perde num emaranhado de introjeções. Gasta muita energia para obter um pouco de gratificação. Faz um esforço tremendo, pois os padrões são altos e todas as suas energias são mobilizadas e entregues a essa tarefa. A energia que deveria estar disponível para o prazer e a criatividade fica sujeita a um “modo de vida” que não leva a plenitude. O individuo com depressão, se sente vazio e incompleto, mesmo diante de grandes realizações.

Na relação com o mundo o indivíduo não consegue se nutrir emocionalmente de maneira adequada, o que leva gradativamente a uma falta de sentido na relação com o meio externo.

O poder criativo natural a todos nós fica aprisionado e adormecido diante da dificuldade de identificação de limites, necessidades e vontades. No individuo com depressão, o peso do “tenho” substitui a leveza do “quero”.

Qual o tratamento para a depressão ?

Existem diferentes formas de se abordar a Depressão que estão relacionadas com os diferentes entendimentos que existem em relação a origem da mesma. Em muitos casos se faz necessária a intervenção conjunta psicológica-médica no atendimento a pessoa deprimida. A depressão pode ser perfeitamente tratada, desde que o paciente de o primeiro e mais importante passo, que é o de procurar auxilio de um psicólogo.

Tratamento Psicológico da Depressão – O Psicólogo trabalha junto com o cliente (indivíduo/família), acompanhando-o em sua busca pessoal. Procura facilitar o processo de auto-percepção, o que passa tanto pelo racional como pelo corporal, na medida em que a consciência envolve sensações que se expressam e são captadas através dos sentidos. Em um processo psicoterapêutico ao mesmo tempo em que o cliente amplia sua percepção a respeito de si próprio, aumenta sua autoconfiança e capacidade de se orientar criativamente em seu meio na busca de seu equilíbrio. Além da psicoterapia é importante , a força de vontade do paciente de correr atrás dos seus sonhos (objetivo), o auxílio da família, dos amigos e de um grupo de ajuda. Quanto mais amparado o paciente estiver, melhor será o processo de cura da depressão.

Tratamento Médico – A especialidade médica responsável por este tipo de tratamento é a Psiquiatria. O Psiquiatra procura controlar a Depressão através de medicação e aconselhamento.

A saída de um quadro depressivo se dá gradativamente, muitas vezes com altos e baixos. O indivíduo em um quadro depressivo quando chega para procurar ajuda, encontra-se deprimido a maior parte do tempo. Com o início do tratamento começa a ter alguns momentos com sensações boas, alternando com sintomas de depressão. Ao longo do processo terapêutico esses períodos de normalidade vão ficando cada vez mais duradouros e constantes, e os momentos depressivos cada vez mais raros e menos agudos.

É muito importante que o indivíduo deprimido tenha essa noção de que é comum e muitas vezes esperado ter algumas recaídas para que não abandone o tratamento diante de pequenas regressões.

A depressão é uma doeça relativamente comum e que pode ter consequencias devastadoras para vida do individuo se não for adequadamente tratada. A psicologia atual pode fornecer um tratamento efetivo para depressão desde que o individuo com depressão dê o primeiro e mais importante passo para cura da depressão : o reconhecimento de que possui a doença e a procura de auxilio psicologico para tratamento da depressão. Ao contrario do que possa inicialmente parecer, a procura por auxilio de um psicologo não representa uma manifestação de fraqueza, mas sim de força, de um individuo que possui uma doença e que quer se livrar dela definitivamente, para que possa viver a vida em sua plenitude novamente.”

2 thoughts on ““O que é a Depressão?””

  1. SOU BIPOLAR A 17 ANOS E NESSES 17 ANOS ESTOU VIVO E NÃO VIVO, NÃO SAIO DE CASA, NÃO QUERO VER NINGUÉM, STOU EM TRATAMENTO TOMO 9 REMÉDIOS AO DIA, TA DIFÍCIL

    1. Eu demorei a estabilizar e encontrar a combinação certa de remédios. Mas, creia, é possível. Hoje levo uma vida praticamente normal. Sofri muito antes disso, perdi empregos, relacionamentos amorosos, dinheiro. Sem dúvida é uma doença muito difícil. Abraços, Amanda Montenegro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.