Ansiedade e depressão

Taquicardia, um medo difuso, vontade de ficar na cama encolhida, tremores, aperto no peito, respiração ofegante, opressão, pensamentos negativos, preguiça. Tudo está mal aqui dentro. Desde o último post, a crise de bipolaridade instalou-se em meu caminho, tomou conta dos meus passos e dos meus pensamentos. A estabilidade evaporou-se. Será que a psiquiatra não está retirando os remédios depressa demais? Por que esta reviralvolta repentina?

Sim, houve o estouro da bolha, foi aí que tudo começou. O marido ordenou: corte de todos os gastos supérfluos (não temos mais TV, porque foi cancelada a TV por assinatura e não temos antena), comprar sempre o mais barato, refrigerante nem pensar. Vender o carro.

O marido preocupado, a mãe enfurecida. Isso foi o pior. Minha mãe, um massacre em cima de mim.

Consegui, ainda que com bastante esforço, escrever este post hoje. Ontem à noite o marido decidiu que não vamos vender o carro. Uma boa notícia. Enfim, as dívidas são administráveis. Eu deveria estar feliz, mas a depressão e a ansiedade não dão trégua. Vêm misturadas. E estes acontecimentos aconteceram justamente durante a troca de medicação. Dias de cama. Pavor ao olhar o computador e lembrar que não estou escrevendo mais nada.

A depressão profunda impede qualquer produção. Vêm a solidão, o desespero, as trevas. Tudo empalidece, perde a nitidez.

Há várias diferenças entre a tristeza e a depressão, mas penso que o bipolar não sente tristeza, vai direto para a depressão. Eu fiquei triste com a venda do meu carro? Não, fiquei deprimida, foram dias de cama. Pois bem, o carro não será vendido, mas a depressão continua. Intrincados mecanismos cerebrais.

O marido está sendo o arrimo, e eu gosto dele cada vez mais. Minha melhor amiga e minha mãe dizem que ele é o homem que mais vai me ajudar. Já está ajudando. Corta-me o coração vê-lo mergulhado em cálculos sobre as minhas dívidas. Sei o quanto isso o deixa nervoso.

Ele está bem, o tratamento está sendo ótimo. A nossa psiquiatra de fato parece ter competência. Mas comigo está demorando a passar a crise.

A bolha estourou. Sou um fracasso. Esse é o meu pensamento. Não consigo administrar minimamente o meu dinheiro. Ai, que peso na cabeça, que peso nas costas.

Quem nunca sentiu depressão não pode entender. É uma dor muito doída, a gente não vê a saída. E a ansiedade não permite nenhum tipo de relaxamento.

De qualquer forma, já melhorei, pois consegui escrever este texto. Até quando vai durar esta crise? Quando voltarei a ser risonha de novo?

Da minha mãe, quero distância. Do meu marido, quero proximidade. De qualquer forma, uma hora as coisas têm que voltar aos eixos.

4 thoughts on “Ansiedade e depressão”

  1. oque dizer ? realmente não sei oque que dizer quando a depressão perturba um amigo , mas te desejo melhoras e que você possa passar por essa fase da melhor maneira possível

  2. Em menos de 2 anos tirei 2 empréstimos para pagar débito e comprar um carro, mais comprei 4 carros, sem necessidade, ainda bem que vendi um e perdi metade do valor, tou administrando o recente empréstimo, ainda bem que vivo sozinho e ninguém me diz o que fazer, já paguei as “barracas e até o condomínio do prédio-6 meses atrasados!” Me mudei pra uma casa , não tem condominio, e fica em frente a “academia das cidades, lugar mais alegre e me motiva a fazer uns exercícios que fazia antes, num passsado remoto! Tou com uma namorada que me ajudou a sair do 1o gole, ela não bebe, mas mora no Recife e se divide entre a mãe e eu, quando fico só, é um desafio, meus filhos não me visitam , ainda tenho 2 por aqui, uma na Bahia, e outro com Deus! Não tenho muitas amizades e até evito, pois estou “achando as pesoas interesseiras e chata, até da religião eu abdiqui, muito formalismo e compromissos vãs! Eu te entendo quanto a querer ficar na cama. Não tou querendo nem sair de casa. Estou também na briga com o novo CAPS, remédios, etc….é um ajuste constante, mas ao menos tenho dormido “menos ruim” isto é muito bom, acordo melhor. Teho uma empregada que vem 2 vezes por semana “é meu anjo da guarda!” Estou na luta com outros compromissos, IMPOSTO DE RENDA, ATUALIZAÇÃO APOSENTADORIA, LEGALIZAÇÃO DE IPVA, e outras burocracias que fizeram parte ativa de minha vida, mas hoje se TORNOU INSUPORTÁVEL, ESGOTEI !!!! Fé em mim, fé em Deus, Fé em meus irmãos que se importam comigo, etc. “Esta entregue!”

    1. Querido Gio, por vezes a nossa estrada torna-se tortuosa, faz parte da nossa lida. Que bom que você tem uma namorada, transmita-lhe os meus cumprimentos. Estou torcendo por você, Guardião. Gosto muito de você! Fique em paz, Amanda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.